Copo Coleção Lúpulos do Mundo Edição Lúpulos do Mundo

Opinião dos Consumidores:0Avaliar este produto
  • Origem
  • Tipo
  • Amargor
  • Teor Alcoólico
  • Validade:
  • Dica do beer sommelier

    • Infos
    • Sobre a Marca
    • Avaliação
    • Curiosidades
    • Vídeos
    • Premiações

    Informações do produto

    marca

    Avaliação e Comentários

    Comente pelo Facebook

    curiosidade

    video

    premio

    Copo Coleção Lúpulos do Mundo Edição Lúpulos do Mundo

    Indicação do Beernauta

    Preço Sócio Club22,49

    Informação do Produto

    Dica do Beer SommelierLúpulos do Mundo é o copo deste mês. Perfeito para degustar suas cervejas dos mais diversos estilos como: Pale Ale, IPAs, American Wheat e outras lupuladas de um modo geral! O plantio de lúpulo no Brasil tem uma história recente e a produção em larga escala é considerada muito difícil pelos cervejeiros, principalmente por questões climáticas, de altitude e exposição à luz. Recentemente em São Bento do Sapucaí (SP), pesquisadores conseguiram uma nova flor, que recebe o nome Mantiqueira (devido à região onde foi plantado), não é clone e nem lograda a partir de muda. Ela foi obtida com sementes que se adaptaram ao solo e às condições climáticas do Brasil, possui 4% de alfa-ácidos e uma boa quantidade de óleos essenciais medidos em laboratório. Possui aroma resinoso e sutil amargor e picância. Atravessando o oceano, temos o lúpulo sul-africano Southern Passion. Neutro à luz do dia, é uma muda diplóide originária do cruzamento dos lúpulos Saaz e Hallertauer. O perfil aromático inclui maracujá (granadilla), goiaba, frutas vermelhas, melão, calêndula e toranja. Único, é muito utilizado na confecção de West Coast e New England IPAS. Do outro lado do continente temos o Nelson Sauvin, que recebe este nome por ter características de sabor e aroma semelhantes à uva de vinho Sauvignon Blanc. Desenvolvido na Nova Zelândia não fica disponível o ano todo e é considerado um lúpulo muito raro no mercado! No Japão temos o já consagrado Sorachi, muito utilizado para amargor e aroma, devido às intensas características cítricas, principalmente de limão, pinho e gramíneo.